Viva a diferença

Ida ao Sul, especificamente ao Rio Grande do Sul, o que para eles significa o Sul inteiro. Para mim, um intensivo de trabalho, social, aula de geografia, diferenças culturais e muita risada, que não pode faltar. As diferenças são gritantes mas adoráveis. A calma e tranquilidade daquela cidade do interior se contrapõe ao agito que nunca pára de São Paulo. As ruas à noite são desérticas, onde sobrevive apenas aquela barraquinha de hotdog, a baladinha lotada e alguns barzinhos ‘faceiros’. As pessoas te olham com ar de curiosidade, te julgam de estressadas e ao mesmo tempo de antenadas, classificam a vida na capital como estafante, porém admiram essa fonte inesgotável de tudo a qualquer hora. O sotaque é sensacional. A pizza é de filé mignon, strogonofe e carne com conhaque. As lojas não abrem aos fins-de-semana. O vestuário é típico. No centro ninguém te esbarra. Não existe restaurante japonês. O churrasco é bom demais! As estradas são lindas, porém perigosíssimas. A vida dessa cidade universitária interiorana gaúcha é bem diferente da minha, mas é uma delícia viver isso de vez em quando. De vez em quando! Bah, meu. Viva as diferenças.

Anúncios

Eu falo, e você entende?

Quantas vezes eu falo e o ouvinte não entende? Não entende porque eu falei enrolado, ou porque falei com um entonação subjetiva, ou ainda porque eu nem quis ser tão eloquente,  ou ainda porque qualquer um entende do jeito que quer? E quem tá errado? O coitado que ficou me ouvindo e não entendeu nada ou eu que não me expressei direito?

E quem disse que eu devo ser expressiva em tudo que eu falo? Talvez nunca serei tão clara para outra pessoa, senão para eu mesma, e devo reforçar que qualquer advogado concordaria comigo. Todas as frases proferidas tem tantas interpretações quanto pessoas estiverem presentes, e fica ainda mais amplo quando estas frases são repassadas a outras pessoas e assim por diante.

Talvez por isso tantas pessoas divagam idéias que muitas vezes não são compreendidas, ou são compreendidas de muitas formas, com inclinações distintas.. Mas enfim, quem está errado? Ninguém.. E porque será que tantas pessoas discutem isso?

Afinal, cada um tem sua característica própria, sua maneira única de compreenção e execução. Deixe-me interpretar do meu jeito, sim!!???!!!! É meu mesmo…